Thursday, January 7, 2010

Mercado de computação forense tende a crescer

por Vitor Cavalcanti*
30/07/2009

Embora governo seja hoje principal comprador, corporações começam a investir na área

O número de projetos de computação forense no Brasil está em crescimento. Só a TechBiz Forense, que fornece hardware e software neste segmento, contabiliza diversos cases e não apenas em governo. Redecard e Rede Globo, por exemplo, são clientes da empresa. Essas companhias compraram software que permite avaliar máquinas via rede, sem causar prejuízos aos usuários enquanto trabalham.
"A empresa não trata crime, mas da violação da política de segurança e fraude, o que se deve investigar da mesma forma. Tem empresas com rede de mais de 100 mil computadores", dispara o diretor-comercial da TechBiz Forense, Giovani Thibau.
A Redecard, além do software EnCase, que tem autonomia para conduzir investigações complexas, possui também um duplicador de HD por fazer trabalho em campo, como detalhou Marcelo de Barros Alves, diretor de operações da TechBiz. Já a Rede Globo, utiliza o software para análise de dados. "Isso passa a ser usado para identificação, por exemplo, de invasões. O que houve depois da invasão? Quem fez? De onde partiu?", exemplifica.
O executivo informou em entrevista, concedida durante a inauguração do laboratório de computação forense do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), no Rio de Janeiro, que as ferramentas fornecidas para polícia e empresas têm algumas diferenças, mas produzem os mesmos resultados. O que muda, por exemplo, é o fato de as empresas usarem o software EnCase via rede.
Thibau vê crescimento na demanda por esse tipo de produto, mas, mesmo apontando que bancos, prestadoras de serviços e outras indústrias, como telecom, demonstrem interesse pela área, reconhece que órgãos governamentais ainda são os principais clientes. A companhia possui projetos, já executados, entre outros, com as polícias de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná e Polícia Federal.
*O repórter viajou ao Rio de Janeiro a convite da TechBiz Forense.


fonte: http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=59583

No comments:

Post a Comment