Tuesday, June 29, 2010

Aprenda aqui como ser um super hacker!

Após leitura deste post, você conseguirá obter acesso a qualquer sistema Linux, Windows ou MacOS! Acessar estes sistemas é muito fácil e EU irei publicar aqui um passo a passo para que você possa acessar todos, fazer o que quiser e sair sem ser notado! Tudo isso em apenas 15 minutos!!

Ok, calma: antes de ser banido ou receber uma imensidão de protestos, me explico: isso é só uma forma de Ligatt*... Se você acreditou neste papo furado todo do primeiro parágrafo, volte para a faculdade de TI e preste mais atenção às aulas... Este é o melhor caminho para ser bom neste ramo!

O que me motivou a escrever este post aqui no blog foram dois textos muito bem escritos pelo colega Altieres Rohr para o portal de Tecnologia do G1:

“O Hacker Nº 1 do Mundo”. Assim Gregory Evans descreve a si próprio. Foi preso por fraude eletrônica e voltou como fundador da Ligatt Security. Mas foi a publicação de seu livro – “Como se Tornar o Hacker Número Um do Mundo” – que fez com que a comunidade de segurança inteira se voltasse contra Evans, acusando-o de plágio.




Em qualquer área existem "picaretas" e "caloteiros", mas Gregory Evans chama a atenção pela cara-de-pau: mentiu ser CISSP e CEH, disse ser amigo de Kevin Mitnick (Mitnick negou...), erros técnicos grosseiros na configuração de seu site foram expostos... Chama atenção também a publicidade veiculada por sua empresa, a Ligatt Security: um ser mítico, "capaz de invadir qualquer sistema com suas habilidades que desafiam o entendimento de usuários e especialistas.":

"O especialista em segurança Bruce Schneier fez um pequeno comentário sobre a peça publicitária, em vídeo, da empresa: “eles certamente gostam de apavorar as pessoas”. No vídeo, um homem negro, que diz estar numa pior, promete que vai “invadir uma casa” usando seu laptop. Pela rede sem fio, vai roubar os dados do cartão de crédito e todas as informações pessoais da mulher branca que dorme tranquilamente para “ter uma conta bancária gorda nas Bahamas”."

Maiores informações sobre este caso e o texto original disponível em:



Há, o * em Ligatt está explicado nos links acima....

No comments:

Post a Comment