Friday, September 10, 2010

Dois terços dos usuários da internet são vítimas de fraudes



As vítimas não estão bem informadas e raramente denunciam os crimes  - (Photo by Joe Raedle/Getty Images)
As vítimas não estão bem informadas e raramente denunciam os crimes
SAN FRANCISCO - Quase dois terços dos usuários da internet no mundo foram vítimas da cibercriminalidade, e poucos pensam que é possível encontrar e julgar os fraudadores, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira pela empresa de segurança Symantec.

Entre as pessoas entrevistadas pelo estudo batizado de "Relatório Norton de Cibercrime: o impacto humano", 65% dizem ter sido vítima da criminalidade da internet.
A China ocupa o primeiro lugar: 83% dos internautas disseram ter sido infectados por vírus de internet ou afetados por roubos de identidade, fraude de cartões de crédito e outros tipos de golpes, informou o estudo.

Brasil e Índia seguem ambos com 76%, acima dos Estados Unidos (73%).

Em seguida, vêm Nova Zelândia (70%), Itália e Austrália (69%), Canadá (64%), Alemanha e Espanha (62%), Grã-Bretanha (59%), França (57%), Suécia (56%) e Japão (36%).

A Symantec, que apresentou o estudo durante o lançamento da atualização de seu sistema de segurança Norton, explicou que as vítimas, muitas vezes indignadas, não estão bem informadas e raramente denunciam os crimes por pensar que existem poucas possibilidades de se tomar medidas a esse respeito.

No comments:

Post a Comment