Monday, April 4, 2011

Dados à venda no ML

Post rápido de domingo =)

Recentemente fiz um upgrade no meu bom e velho Pentium 4, com direito a 2x HD IDE80GB (not RAID, triste..) e agora com 1GB de memória RAMBUS (o.O). O melhor lugar para conseguir estas peças velhas (a.k.a. raridades)? O Mercado Livre, claro!



Já havia feito a compra a um tempo atrás e neste último FDS tive a oportunidade de colocar a mão na massa. A memória deu um pouco de trabalho, mas o HD foi plugar como slave e pronto!


Como sou muito curioso, resolvi dar uma olhadinha no meu "novo" HD usado, não no Explorer, mas uma olhadinha forense, utilizando o FTK Imager...

O diretório "C:\Arquivos de Programas RFB\IRPF2010" foi o que mais me chamou a atenção!! Adivinhe só o que tinha lá?? Juro que não abri, nem por curiosidade, não seria ético... Confesso também não me assustei com todas estas informações que achei: muitas fotos de família, arquivos de música, tudo aqui, acessível...

O motivo? Óbvio, o honesto vendedor formatou o HD, antes de anunciá-lo no ML, conforme aprendeu no curso de hardware do SENAC, o que ele não aprendeu é que o format não apaga nada...

Já escrevi sobre isso no blog (aqui e aqui). Desta vez eu volto a falar, mas foco no pessoal que utiliza o Windows 7. (não sei se aplica ao Vista):

O comando FORMAT foi melhorado, e agora possui um parâmetro para realmente apagar os dados, é o parâmetro /P, para passes. Este parâmetro escreve ZEROS em toda a superfície do disco, quantas vezes forem definidas:


No exemplo, formatei a unidade E:\ e ainda gravei ZEROS em cada setor quatro vezes.

Agora não tem mais desculpas: por favor, limpem seus discos, não deixem seus dados espalhados por ai!

4 comments:

Anonymous said...

Legal msm são os comentários e a qualificação desse cidadão (100% negativas) no ML!

Eras said...

Excelente artigo Rabello,
Abraços, Erasmo Guimarães - ERGJ

Luiz Rabelo said...

Obrigado, Eras!

Antonio Cesar Jr. said...

Como diz meu velho pai, Deus protege os inocentes.

Se bem que muitas vezes os inocentes rodam. Ótimo artigo Luiz!

[]s

Post a Comment